Estatísticas

Trabalho infantil no Brasil e no mundo

O trabalho infantil é um dos mais graves problemas do país.

É urgente dizer #ChegaDeTrabalhoInfantil.

152 milhões de crianças entre 5 e 17 anos foram submetidas ao trabalho infantil, em 2016. 64 milhões são meninas e 88 milhões são meninos.

Acesse já o Mapa do Trabalho Infantil, página interativa exclusiva com gráficos e diversas opções de busca sobre a situação do trabalho infantil nos Estados do Brasil.

Confira os números e participe da nossa campanha de mobilização.


*Trabalho infantil no Brasil

De acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PnadC), em 2016, havia 2,4 milhões de crianças e adolescentes de cinco a 17 anos em situação de trabalho infantil, o que representa 6% da população (40,1 milhões) nesta faixa etária.

A maior concentração de trabalho infantil está na faixa etária entre 14 e 17 anos, somando 1,94 milhão. Já a faixa de cinco a nove anos registra 104 mil crianças exploradas pelo trabalho infantil.

Segundo o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), o número de crianças e adolescentes negros em situação de trabalho é maior do que o de não negros (1,4 milhão e 1,1 milhão, respectivamente). As regiões Nordeste (39,5%) e Sudeste (25,1%) apresentam os maiores percentuais de crianças e adolescentes negros trabalhadores.

 

Abaixo, publicamos os números ligados à PNAD de 2016: