publicado dia 03/10/2016

Uma lista de 5 publicações que auxiliam na erradicação do trabalho infantil

por

WhatsappG+TwitterFacebookCurtir

Partindo da necessidade de debater a erradicação do trabalho infantil e compartilhar iniciativas que colaboram para o fim deste tipo de exploração, o Instituto Aliança (IA), de Salvador, na Bahia, em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), disponibiliza gratuitamente materiais que focam no fim desta prática ilegal.

Graça Gadelha e Sandra Santos fazem parte da equipe de colaboradores do IA, atuante há 6 anos no combate ao trabalho infantil no Brasil. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a grave violação de direitos atinge 3,3 milhões crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos em todo o país.

De acordo com Graça, mesmo com avanços políticos e sociais, o Brasil ainda necessita de muitos passos para efetivar a erradicação do trabalho precoce. Ao lembrar-se dos recentes dados divulgados pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação de Trabalho Infantil (FNPETI), que apontam um aumento do trabalho entre crianças com até 9 anos no país em 2014, ela ressalta a importância de se buscar meios de prevenção. (O assunto será aprofundado pela Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil em matéria prevista para a segunda semana de outubro).

Crédito: Shutterstock/Connel

Crédito: Shutterstock/Connel

Para Sandra, o uso destes materiais é de extrema importância, pois eles auxiliam na efetivação das práticas. “Esse tipo de material traz em uma linguagem simples e acessível para os profissionais do serviço de convivência. Saber como colocar uma ação em prática é uma das maiores dificuldades. As publicações trazem dados que podem ajudar dentro de um território especifico ou colaborar na abordagem da questão do trabalho infantil como um todo”, explica.

A fim de  auxiliar e introduzir debates sobre o tema, Graça e Sandra selecionaram, junto à reportagem da Rede Peteca, cinco documentos que permeiam as questões do trabalho infantil. Os arquivos estão disponibilizados em formado PDF, e para fazer o download, basta clicar no título. Confira a lista.

Caderno Proposta Político-Pedagógica (PPP): Apresenta conceitos, métodos e sugestões sobre a construção do conhecimento e a relação dos sujeitos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem. Além disso, o plano aborda questões sociais ligadas à educação e aprendizado. São apresentados outros temas como medidas socioeducativas, educação social e desenvolvimento da escola, família e comunidade. Na publicação, o leitor poderá encontrar também ferramentas para dar continuidade a políticas pedagógicas e suas efetivações.

 

Caderno Práticas e Vivências: Traz orientações para equipes de profissionais que trabalham na formação de crianças e adolescentes atendidos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). A publicação destaca a importância da formação para o domínio da proposta pedagógica e o funcionamento da relação entre educador e educando, já que neste contato é que se constrói um ambiente propício ao ensino. Dentre outros pontos encontrados na publicação, estão as práticas voltadas à elaboração de oficinas socioeducativas e as melhores formas de realizá-las levando em consideração as faixas etárias de cada indivíduo.

 

praticas_vive%cc%82ncias_cadiiiCaderno Referências/Subsídios: Aborda questões referentes à formação da criança, da passagem de um estágio para outro, o crescimento e o desenvolvimento em meio à sociedade. O texto trata sobre a importância da consciência e sensibilidade do educador ao trabalhar com infância e adolescência. Há capítulos voltados à participação da família na formação e desenvolvimento da criança e do adolescente, já que grande parte das violações de direitos dos jovens envolvem direta ou indiretamente. Indo um pouco mais adiante, é possível encontrar textos sobre a visão da educação no campo.

 

Manual sobre Programas de Geração de Renda e Formas de Captação de Recursos: Este caderno busca auxiliar municípios na captação de recursos, tendo em vista a situação de pobreza existente nesses territórios. O trabalho infantil tem forte ligação com a situação de pobreza, pois ainda há a ideia de que crianças devem contribuir na geração de renda da família. Daí a importância dessa publicação, que busca auxiliar gestores a captarem recursos e conhecerem programas de geração de renda, que irão contribuir para o desenvolvimento desses municípios.  

 

trabalho_infantilEstratégia de Monitoramento de Projetos de Enfrentamento ao Trabalho Infantil: A cartilha traz ações e dicas de como deve funcionar o monitoramento em casos de trabalho infantil. Neste material, gestores e outros atores interessados no assunto podem encontrar um passo a passo de como realizar o monitoramento correto, contando com planos de ação e compartilhamento de responsabilidades na elaboração de políticas públicas.