publicado dia 24/02/2017

Trabalho infantil vira samba do bloco Cata-Latas, no Rio

por

 

Neste ano, diversas ações e campanhas de fiscalização contra a trabalho infantil acontecerão no Carnaval. Sendo uma das violações mais recorrentes durante os grandes eventos no país, meninas e meninos acabam se envolvendo em atividades classificadas como as piores formas da exploração de mão de obra infantil.

No Rio de Janeiro, uma parceria entre o tradicional bloco Os Cata-Latas do Grajaú e o Ministério Público do Trabalho (MPT) levará as problemáticas do trabalho infantil aos foliões. Conhecido por abordar temáticas sociais em seus sambas-enredos, o objetivo do bloco é conciliar a conscientização e a diversão.

Entre cinco sambas inscritos, a marchinha “Crianças mais felizes pelo nosso Brasil, Cata-Latas denuncia o trabalho infantil” foi escolhida pela comissão. A composição é dos sambistas Helcinhu, Márcia Regina, Tiago Hulk e Vitor Barros.

 

Salve as crianças
Elas têm direito à educação
Um lar, comida, cobertor
Carinho, afeto, amor
Saúde, paz para brincar
Sonhar, sonhar, sonhar

Trecho do samba-enredo do bloco Os Cata-Latas do Grajaú.

 

A conselheira tutelar e participante do bloco há alguns anos Milena Salgueiro, colaborou com a escolha da marchinha e com a elaboração da sinopse do tema deste ano. “Quando você apresenta uma música fácil de decorar, que fala que a criança deve brincar e estudar e não trabalhar, você consegue chegar na criança e no ouvido dos pais. É uma forma mais prática de conscientização”, diz ela.

O Departamento de Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos divulgou que recebeu mais de 13.000 denúncias relacionadas à violações de direitos com crianças e adolescentes durante o período de carnaval de 2016. Para discutir a importância de divulgar as questões envolvendo o trabalho infantil, conversamos com a procuradora do Trabalho Danielle Cramer. “Infelizmente, o trabalho infantil tem uma aceitação cultural muito grande. É importante que se faça a conscientização geral da população a respeito dos malefícios dessa violação”, diz ela.

Durante a comemoração, o Ministério Público do Trabalho (MPT) também distribuirá material informativo sobre o tema. O bloco irá desfilar no dia 28 de fevereiro, às 18h. A concentração será na Praça Nobel, no bairro Grajaú (RJ).

Confira na íntegra o samba-enredo do bloco Os Cata-Latas do Grajaú: