publicado dia 10/04/2017

Piauí intensifica projetos de erradicação do trabalho infantil

por

*Com informações da Secretaria
Municipal de Educação do Piauí

Professores e coordenadores pedagógicos das escolas municipais de Teresina (PI) unem forças no combate ao trabalho infantil. Neste começo de abril, quase 60 escolas participaram da Oficina de Formação de Educadores para o Combate ao Trabalho Infantil, a fim de mobilizar estudantes e a comunidade para o combate ao trabalho precoce. 

A parceria entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a prefeitura de Teresina teve início em 2016, com duas iniciativas vinculadas ao ministério: o MPT na Escola e o Projeto Resgate a Infância.

De acordo com Madalena Leal, gerente de Assistência ao Educando da Secretaria Municipal de Educação (Semec), a ideia é expandir os laços. “Vamos avançar nessa luta, discutir o tema nas escolas, conversar com os pais e envolver a comunidade. Lugar de criança é na escola, brincando e estudando”, afirmou.

Para o procurador do Trabalho Antonio de Oliveira Lima, gerente nacional do Resgate a Infância e parceiro da Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil, é preciso ampliar a ação no fortalecimento do papel da escola na prevenção erradicação do trabalho infantil, “com a sensibilização e capacitação dos educadores e com a participação das crianças e adolescentes”.

“O trabalho infantil prejudica a educação, trazendo evasão e baixo rendimento escolar. Os professores são fundamentais nesse enfrentamento, pois conhecem as crianças e podem identificar situações de alerta”, afirmou o procurador durante as formações no Piauí.

Todos contra o trabalho infantil: conheça as funções de cada ator da rede de proteção