publicado dia 11/04/2017

Ícone da defesa do direito à educação, Malala Yousafzai é eleita Mensageira da Paz da ONU

por

*Com informações da ONU Brasil

A paquistanesa Malala Yousafzai, de 19 anos, é a mais jovem Mensageira da Paz da Organização das Nações Unidas (ONU). O anúncio foi feito nesta segunda-feira (10), pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que a designou “símbolo da coisa mais importante do mundo, a educação para todos”.

António Guterres e Malala Yousafzai. Crédito: Eskinder Debebe/ONU

António Guterres e Malala Yousafzai. Crédito: Eskinder Debebe/ONU

Ao receber o prêmio, Malala destacou a importância do investimento na educação para a transformação da sociedade. “(A mudança) começa conosco e deve começar agora”, afirmou. “Se você quer ter um futuro brilhante, você precisa começar a agir agora e não esperar por ninguém mais.”

O que é ser um Mensageiro da Paz?

Trata-se da maior honraria concedida pelo secretário-geral da ONU. Os selecionados, vindos de áreas distintas (arte, literatura, ciência e direitos humanos, por exemplo), são aqueles que “concordam em ajudar a chamar atenção do mundo para o trabalho da Organização das Nações Unidas.”

Malala é mundialmente reconhecida por defender o direito das meninas à educação. No ano de 2012, ela foi baleada e sobreviveu a um ataque do grupo Taleban por frequentar a escola. Em 2014,  a paquistanesa também se tornou a mais jovem ganhadora de um Prêmio Nobel pela defesa ao direito da educação de meninas.