publicado dia 25/09/2020

Dia das Crianças: Dez reportagens sobre como a pandemia afetou a infância e o trabalho infantil

por

A pandemia de coronavírus trouxe um grande impacto na vida das crianças e dos adolescentes, principalmente aqueles em vulnerabilidade social. No Dia das Crianças, celebrado em 12 de outubro, compartilhamos dez matérias sobre a consequência da crise na infância e no trabalho infantil. Confira!

trabalho infantil durante a pandemia tiago querioz rede peteca chega de trabalho infantil

Nove a cada dez meninas sofrem de ansiedade devido à pandemia de coronavírus; trabalho infantil doméstico é um dos motivos

Uma pesquisa realizada pela Plan International com 7 mil jovens de 14 países, incluindo o Brasil, revelou que nove em cada dez meninas (88%) dizem que estão sentindo altos ou médios níveis de ansiedade como consequência da pandemia de coronavírus. O levantamento Vidas Interrompidas: O Impacto da COVID-19 na vida de Meninas e Jovens Mulheres ainda mostrou que um dos motivos para tal condição é o trabalho infantil doméstico.

Pandemia aumenta riscos e evidencia fragilidade de políticas voltadas a crianças e adolescentes em situação de rua

Militante pelos direitos de meninos e meninas em situação de rua desde os anos 80, Marco Antônio da Silva, o Markinhus, coordenador nacional do Projeto Meninos e Meninas de Rua do ABC , é assertivo ao dizer que temos duas pandemias: a do vírus e a da fome. A sensação dele e de outras organizações ouvidas pela reportagem que atuam com famílias em situação de rua é de que voltamos à crise alimentar dos anos 80 e 90. “Parece que o que construímos era muito frágil e não resistiu à primeira dificuldade. As pessoas não têm luz, não estão conseguindo pagar aluguel, estão indo morar nas ruas e estão sem alimento”, disse Markinhus.

Subnotificada, exploração sexual exige ainda mais atenção da rede de proteção durante a pandemia

O Conselho Tutelar do M’Boi Mirim, que cobre os distritos do Jardim Ângela e Jardim São Luís, no extremo sul de São Paulo, recebeu seis denúncias de exploração sexual de crianças e adolescentes em março, seis vezes a quantidade registrada normalmente na região – um caso por mês. Apesar da falta de registros, o aumento verificado no território reforça a preocupação da rede de proteção para a ocorrência desse tipo violação de direitos durante os meses de isolamento social estabelecido para conter a pandemia de coronavírus.

Rede Peteca lança campanha contra trabalho infantil doméstico

A Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil lança a campanha Previna Acidentes: Seja Contra o Trabalho Infantil Doméstico.  Com o isolamento social causado pela pandemia do coronavírus e o fechamento das escolas, o risco do trabalho infantil doméstico aumenta, uma vez que as famílias buscam outras formas de conseguir dinheiro, seja em caso de desemprego ou para aumentar a renda, quando os adultos ainda permanecem trabalhando.

Ensino remoto: Guia para Professores sobre trabalho infantil traz planos de aulas a distância

As escolas têm um papel fundamental no combate ao trabalho infantil. Muitas vezes, é o professor quem identifica sinais como cansaço e baixo rendimento. Mas com o isolamento social causado pela pandemia do coronavírus, as escolas fecharam as portas e adotaram o ensino remoto. Pensando nisso, a Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil lançou o Guia Para Professores: Como Trabalhar o Tema na Escola, com seis opções de planos de aulas a distância.

“Com isolamento social e fechamento das escolas, aumenta risco do trabalho infantil doméstico no Brasil”, diz especialista

Com o isolamento social causado pela pandemia do coronavírus e o fechamento das escolas, o risco do trabalho infantil doméstico aumenta, na opinião de Sara Regina de Oliveira, gerente de projetos da Plan International, na Bahia. Em entrevista à Rede Peteca, Sara disse que as famílias buscam outras formas de conseguir dinheiro, quando aumenta o desemprego.

CIEE propões subsídio do governo para criação de 400 mil vagas de aprendizes durante crise do coronavírus

A crise econômica ocasionada pela pandemia do coronavírus já impacta as vagas de aprendizagem no Brasil. Segundo levantamento do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), houve uma redução de 50% nos novos contratos da organização, incluindo estágios e contratos de aprendizagem profissional ao longo do mês de março, quando a pandemia chegou ao Brasil. Em resposta à situação, o CIEE enviou uma proposta de Medida Provisória à Presidência da República, no dia 24 de abril, que sugere a criação de 400 mil vagas de aprendizes durante a crise do coronavírus.

A Covid-19 e os falsos dilemas sobre o trabalho infantil

Em coluna exclusiva para a Rede Peteca, o assistente social e mestre em Serviço Social Thauan Pastrello falou sobre os mitos do trabalho infantil. “O crítico momento que vivemos e suas possíveis saídas recolocam em cena um dos dilemas mais antigos da história da filosofia. Trata-se do dilema da moral, estudado por Emanuel Kant (1724-1804). Ninguém poderia imaginar que mais de duzentos anos depois trataríamos desta importante obra, e que, por sua genialidade e limitações, seria pertinente a nossa interpretação não só sobre a pandemia, mas também sobre o fenômeno do trabalho infantil“, disse o colunista.

Trabalho infantil e a quarentena: um relato em primeira pessoa da Rede Solidariedade para Mudar SP Contra o Coronavírus

Luna Zarattini Brandão, Porta voz da Rede Solidariedade Pra Mudar SP Contra o Coronavírus, conta sobre a atuação da sociedade civil na crise do coronavírus.”Quando tudo isso começou, eu já esperava me deparar com uma realidade dura, das pessoas em situação de vulnerabilidade. Esperava me deparar com pessoas angustiadas e sem saber como colocariam comida na mesa de suas famílias, afinal, essa é a incerteza que os trabalhadores informais enfrentam. O sucesso da nossa rede fez com que eu me deparasse com uma demanda muito grande de pessoas que precisam de ajuda. De famílias, de crianças… Mas confesso que eu não esperava ser confrontada pela realidade do que é o trabalho infantil. Um trabalho que não é apenas informal, é também, ilegal e invisível”, disse.

Coronavírus e trabalho infantil: quarentena para quem?

“Ao escrever este artigo, não tenho a mínima intenção de criticar as medidas que estão sendo tomadas no tratamento e/ou prevenção do novo coronavírus, mas desejo escrever sobre as desigualdades que surgem até mesmo em uma pandemia como a que está posta, em relação a trabalhadores/as, principalmente os informais e as crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil“, comentou o jovem atuante Felipe Caetano.