Publicado dia 15/08/2018

CREAS

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social  (Creas) é uma unidade pública da política de Assistência Social e que atende famílias e indivíduos em situação de risco pessoal ou social e que vivenciam situações de violação de direitos, segundo o Ministério do Desenvolvimento Social.

São atendidos nesses centros vítimas do trabalho infantil ou de abandono, pessoas em situação de rua ou que tenham sofrido violências física, psicológica e sexual, discriminadas em razão da orientação sexual ou da etnia.  Adolescentes que estejam em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto em casos de liberdade assistida ou de prestação de serviços à comunidade e pessoas beneficiárias do programa Bolsa Família em casos de violação de direitos também estão incluídos neste grupo.

menina sentada sobre a bandeira do brasil

Os Creas orientam e encaminham os cidadãos para a assistência social e serviços públicos disponíveis nos municípios. Também prestam orientação jurídica, dão apoio às famílias e suporte no acesso à documentação pessoal, além de estimularem a mobilização comunitária. Abordagem Social, Serviço para Pessoas com Deficiência e Medidas Socioeducativas em Meio Aberto são alguns dos serviços que podem ser ofertados nos centros, além do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi), que é de aplicação obrigatória.

Como chegar ao Creas

Os cidadãos podem procurar os Creas diretamente. O endereço dos centros distribuídos pelo Brasil está disponibilizado no Mapa de Oportunidades e Serviços Públicos, do Ministério do Desenvolvimento Social. Em cidades onde não há Creas, a recomendação do governo é que área de assistência da prefeitura local seja procurada.

Pessoas em risco também podem ser encaminhadas aos centros por órgãos do Sistema de Garantia de Direitos, como o Ministério Público, pelo Serviço Especializado em Abordagem Social (SEAS) e outros serviços de assistência social oferecidos à população.

Existem ainda Creas Regionais para o atendimento de algumas cidades pequenas e que não possuem centros – a regionalização do Paefi é uma estratégia do governo federal para ampliar o atendimento do Sistema Único de Assistência Social (Suas).