publicado dia 01/06/2017

Seminário em SP discute violência contra juventude na América Latina

De 07/06/2017 até 09/06/2017

Refletir sobre as condições de violência impostas à juventude na América Latina, decorrentes de políticas de criminalização e estigmatização de jovens pobres, negros e indígenas, moradores de bairros periféricos dos grandes centros urbanos.

Esta é a proposta do I Seminário Internacional Juventudes e Vulnerabilidades: homicídios, encarceramento e preconceitos, iniciativa do Instituto de Saúde (IS), em parceria com a Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

Com debates e mesas compostas por estudiosos da área e representantes de diversos movimentos sociais, o evento abordará os seguintes eixos temáticos:

  • “Juvenicídio na América Latina e Europa”;
  • “A cor do homicídio”;
  • “Os meios de comunicação como fomentadores do medo e do preconceito racial e os movimentos de resistência”;
  • “Encarceramento em massa: Símbolo do Estado Penal”;
  • “Criminalização da juventude e as políticas de drogas”;
  • “Racismo Institucional”.

Participe!

Entre os convidados, destacam-se o integrante do Black Lives Matter, Kleaver Cruz, e o responsável pelo conceito de juvenicídio, o professor investigador, José Manuel Valenzuela Arce do Departamento de Estudos Culturais do Colégio da Fronteira Norte, México.

Além de analisar a situação de vulnerabilidade que têm custado a vida de milhares de jovens na América Latina, o Seminário tem o objetivo de contribuir para a construção de um “Observatório de Proteção e Resistência contra o Genocídio“.

As inscrições gratuitas já estão abertas e haverá entrega de certificado aos participantes do evento.

O quê

I Seminário Internacional Juventudes e Vulnerabilidades: homicídios, encarceramento e preconceitos

Quando

De 07/06/2017 às 09:00 até 09/06/2017 às 19:00

Onde

07 e 08 /06: Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP (Largo São Francisco, 95 - Centro, São Paulo). 09/06: Escola de Samba Combinados do Sapopemba (Avenida Sapopemba, número 8.350).