publicado dia 17/11/2017

Prêmio MPT na Escola divulga lista dos vencedores da etapa nacional

por

O Prêmio MPT na Escola teve a lista dos vencedores da etapa nacional divulgada nesta sexta (17) . Criado por Antonio de Oliveira Lima, Procurador do Trabalho do Ministério Público do Trabalho do Ceará (MPT-CE), o projeto visa erradicar o trabalho infantil por meio da conscientização da comunidade escolar.

Tudo começou no Ceará, em 2008, onde a iniciativa ainda é conhecida como Peteca, uma mistura de PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil) com ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). Em 2011, foi reconhecido pelo Conselho Superior do Ministério Público do Trabalho como um dos projetos estratégicos da instituição, sendo batizado como MPT na Escola – o que deu projeção nacional à iniciativa.

No programa, educadores ganham formação sobre o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, trabalho adolescente protegido e combate e prevenção do trabalho infantil. São convidados a criar planos de ação para suas escolas, na intenção de construir projetos, sempre acompanhados pelo MPT. O resultado é apresentado em encontros municipais e estaduais.

Por fim, são escolhidos os vencedores nacionais, divididos em seis categorias: conto, curta-metragem, desenho, esquete teatral, música e poesia. Conheça os premiados de 2017:

Conto

Do município de Capão de Canoa, no Rio Grande do Sul, o primeiro colocado é o conto Pedrita, a formiguinha inteligente. A história se passa em uma terra muito distante, num grande formigueiro, onde muitas formigas trabalhavam, incansavelmente, dia e noite, para tirar sustento para o inverno. O conto completo pode ser lido neste link.

Conheça os demais vencedores:

2º – Patrocínio – Minas Gerais: O amargo da cana-de-açúcar.

3º – Joaçaba – Santa Catarina: O condomínio que não se desenvolvia.

4º – Granja – Ceará: Onde moram as fadas

5º – Atibaia – São Paulo: Sonho de garoto

6º – São José dos Pinhais – Paraná: Carona para a Liberdade

7º – Juruti – Pará: MPT erradicando o trabalho infantil e conquistando sonhos

8º – Corumbá – Mato Grosso do Sul: Você viu a Duda?

9º – Saubara – Bahia: A pequena Íris

Curta-metragem

De Barro, no Ceará, o primeiro colocado na categoria curta-metragem conta a história de José, um menino explorado pelo trabalho infantil, “mas poderia ser de muitas outras crianças que têm seus direitos violados”, apresenta o vídeo.

Conheça os demais vencedores:

2º – Mogi Guaçu – São Paulo

3º – São José dos Pinhais – Paraná

4º – Espera Feliz – Minas Gerais

5º – Joaçaba – Santa Catarina

6º – Porto Alegre – Rio Grande do Sul

7º – Juazeiro – Bahia

8º – Ladário – Mato Grosso do Sul

Desenho

Na categoria desenho, o vencedor é de Beberibe, no Ceará, na imagem abaixo.

vencedor do mpt na escola categoria desenho

Conheça os demais vencedores:

2º – Caarapó – Mato Grosso do Sul

3º – Patrocínio – Minas Gerais

4º – Pontal do Paraná – Paraná

5º – Joaçaba – Santa Catarina

6º – Sobradinho – Rio Grande do Sul

7º – Juruti – Pará

8º – Mogi Guaçu – São Paulo

9º – Teixeira de Freitas – Bahia

 

Esquete Teatral

A esquete teatral de Fortim, no Ceará, levou o primeiro lugar, com uma apresentação bastante musical.


Conheça os demais vencedores:

2º – Corumbá – Mato Grosso do Sul

3º – Ilhéus – Bahia

4º – Espera Feliz – Minas Gerais

5º – Juruti – Pará

6º – Xangri-lá – Rio Grande do Sul

7º – Rio Negro – Paraná

Música

O primeiro lugar da categoria música ficou para o munícipio de Juruti, no Pará.

Conheça os demais vencedores:

2º – Fortaleza – Ceará

3º – Taiobeiras – Minas Gerais

4º – Xangri-la – Rio Grande do Sul

5º – Pinhais – Paraná

6º – Ilhéus – Bahia

7º – Ladário – Mato Grosso do Sul

8º – Videira – Santa Catarina

9º – Atibaia – São Paulo

Poesia

Sobre o trabalho infantil nas ruas, o município de Reriutaba, no Ceará, ganhou o primeiro lugar:

Vejo anjos sem asas
as ruas a trabalhar
Sua liberdade roubada
Sem direito de brincar.

Que triste realidade
Quanta falta de esperança
A vida grita com força:

-Venham! Deixem de ser criança.

Não teve como escolher
Cedendo ao forte chamado
Tornou-se marionete
Em um palco improvisado.

Os sonhos foram morrendo
Conforme o tempo passava
Vivendo em um novo mundo
Sua vida só definhava.

Seus sonhos e objetivos
Foram todos enterrados
Anjos que não podem voar
Pois estão acorrentados.

Anjinhos que cresceram
Sem mesmo ter estudado
Infâncias todas perdidas
Antes de ter começado

Conheça os demais vencedores:

2º – Juruti – Pará

3º – Esmeraldas – Minas Gerais

4º – Alcinópolis – Mato Grosso do Sul

5º – Campinas – São Paulo

6º – Joaçaba – Santa Catarina

7º – Juazeiro – Bahia

8º – Nova Santa Rita – Rio Grande do Sul

9º – Almirante Tamandaré – Paraná

 

Em oficina de quadrinhos, alunos debatem o trabalho infantil em São Paulo