Sindicato lança portal sobre trabalho escravo contemporâneo no Brasil

por

Publicado dia 23/08/2017

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait) lançou nesta semana o Portal Trabalho Escravo Contemporâneo, com diversas informações sobre o combate a esse crime no Brasil.

Além de notícias sobre o tema e atualizações a respeito dos resgates de trabalhadores em condições análogas à de escravidão, o portal apresenta estatísticas e dados relacionados às ações das autoridades que atuam na área, como os auditores-fiscais e procuradores do Trabalho e a Polícia Federal.

Um mapa mostra os estados onde há maior incidência dos casos de trabalho escravo, e uma linha do tempo traça um histórico do trabalho escravo entre 1995 e 2017.
Segundo o Sinait, 46 mil trabalhadores já foram resgatados de condições análogas à escravidão desde 1995.

Audiência

O lançamento do portal ocorreu na segunda-feira (21), durante a audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado. Na ocasião, foram discutidos os desdobramentos do corte de verbas sofrido pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), em decorrência de contingenciamento anunciado pelo governo federal.